Atos de serviço, quando o tempo livre é utilizado para ajudar

Por: Areta Braga

Postado em 02/04/2017 - 21:52

Com certeza você deve conhecer alguém que sempre que pode oferece ajuda para terminar algum trabalho, que quando busca um café também traz um para o colega da mesa ao lado ou mesmo traz um lanchinho para quem precisa trabalhar até mais tarde. Muito provavelmente essa pessoa tem como principal linguagem de valorização os atos de serviço.

Assim como gostam de servir, as pessoas que tem os atos de serviço como principal linguagem de valorização também se sentem extremamente apreciadas e valorizadas quando recebem ajuda para finalizar um trabalho. Mas para que que isto ocorra não basta apenas fazer algo. É preciso ter uma atitude positiva e alegre, começar o que terminou ou ao menos combinar o quanto poderá ajudar.

Se sentirem que a ajuda é um peso, ou mesmo tiverem a sensação que você começou a ajudar e abandonou a tarefa pela metade, as pessoas que tem os atos de serviço como  principal linguagem se sentirão extremamente desprestigiadas. Já para fazer com que estas pessoas vibrem sempre pergunte o que elas precisam e de que forma elas gostariam que aquela tarefa fosse realizada, sirva com alegria e termine o que começou. Com certeza além de motivar esse colega você ainda melhorará o relacionamento entre vocês e terá alguém com quem contar sempre que precisar de ajuda.

Em ambientes onde a colaboração e o trabalho de equipe vêm ganhando destaque, obter bons resultados no relacionamento com pessoas que tem como principal linguagem os atos de serviço pode ser uma forma de contribuir para a construção de um ambiente colaborativo e de times fortes.